Tel (43) 3377-5500

Aprenda com o nosso guia de pintura como obter resultados de qualidade

Alvenaria: Em reboco novo, aguarde a secagem do reboco por 28 dias, no mínimo. Limpe bem a superfície, eliminando as partes soltas. Nos casos de gordura ou graxa, use água e detergente. Enxague e aguarde a secagem.

Madeira: Para um tratamento geral, é indispensável eliminar tudo o que está solto ou mal aderido, lixando, raspando ou escovando. Se a madeira já está envernizada, basta tirar o brilho com lixa e remover o pó.

Metais Ferrosos: Limpe bem a superfície, eliminando as partes soltas. Se o ferro apresentar ferrugem, remova-o completamente com uma lixa ou escova de aço e aplique um Fundo Anticorrosivo.

Não abuse na diluição da tinta com solvente, pois o excesso pode gerar falta de cobertura na aplicação do produto. (Observe sempre o método indicado de diluição na embalagem do produto).

Evite a utilização de tintas de acabamento brilhante (Acrílico Semi Brilho e Esmalte Sintético) em superfícies com muitas imperfeições, pois elas realçam os defeitos. Empregue neste caso uma tinta de acabamento fosco ou acetinado.

Para melhores resultados use sempre pincéis de boa qualidade. A qualidade do pincel tem um efeito direto na qualidade do acabamento e na facilidade com a qual a tinta é controlada e aplicada.

Os pincéis também conhecidos como trinchas, podem ser encontrados de vários tamanhos e cores:

Cerdas escuras: indicados para aplicação de tintas base solvente como os esmaltes, tintas óleo e vernizes

Cerdas grisalhas: indicados para aplicação de tintas base água como as tintas acrílica e PVA.

Cerdas brancas: indicados especialmente para aplicação de vernizes.

O tamanho do pincel varia de acordo com a área a ser pintada.

Tintas

Se você desejar guardar a tinta que sobrou, coloque-a em um lugar coberto, sempre na posição vertical. Tintas que ficam guardadas por muito tempo podem formar uma película resultante da ação do ar. Para evitar isso, tampe bem a lata.

Outra boa opção é doar o que sobrou.

Nunca despeje a tinta pelo ralo ou em qualquer curso de água.

Ferramentas

Para aumentar a vida útil dos pincéis e rolos, é essencial limpá-los logo após o uso e depois guardá-los sem amassar as cerdas.

Se o material for usado para tintas à base de solvente (esmaltes, vernizes, tinta óleo), limpe o rolo ou pincel com jornal e lave-os com thinner.

Para tintas à base de água, acrílica e PVA, é recomendável lavar os pincéis com água e sabão.

Para sua segurança

  • Aplique as tintas, esmaltes e vernizes em locais ventilados, com portas e janelas abertas;
  • Deixe o produto fora do alcance de crianças e animais;
  • Não reutilize a embalagem para colocar água potável ou alimentos;
  • Pessoas com histórico de alergia ao produto devem evitar seu manuseio;
  • Não descarte as embalagens em terrenos baldios, aterros ou próximo a nascentes de rios e córregos;
  • Em caso de intoxicação, procure um médico, levando a embalagem do produto.

Usado em pinturas imobiliárias, na aplicação de esmaltes, vernizes e tintas a óleo.

É preciso prestar atenção quanto a diluição das tintas, pois as diluições podem ser diferentes para pincéis ou rolos.

No caso de dúvidas, consulte a embalagem da tinta, as diluições são apresentadas para as diferentes ferramentas de pintura.

Pintar um ambiente na ordem correta economizará tempo e dinheiro, além de obter um acabamento perfeito.

Comece pelo teto, em seguida as paredes, depois portas, janelas e finalmente, o rodapé.

A pintura de áreas externas deve ser feita antes da pintura das áreas internas.

Para aumentar a vida útil dos pincéis e rolos, é essencial limpá-los logo após o uso e depois guardá-los sem amassar as cerdas.

Para tintas base solvente (esmaltes, vernizes, tinta óleo): Após o uso limpe o rolo ou o pincel com jornal e lave-os com thinner.

OBS: dependendo da qualidade do material utilizado, o thinner poderá reagir com o material estragando o produto.

Para tintas base água (tintas acrílicas e PVA): Após o uso é recomendável lavar os pincéis com água e sabão.

Os rolos são ideais para áreas grandes como paredes ou tetos.

Existem vários tipos de rolos para pintura, e a escolha apropriada depende do tipo de tinta que você planeja usar:

Rolo de lã pêlo baixo (de carneiro ou sintética): indicado para tintas Acrílicas e PVA.

Rolo de espuma: indicado para esmaltes , tinta óleo e vernizes.

Rolo de espuma rígida ou borracha: indicado para dar efeito em textura.

Para áreas externas e internas de alvenaria, indicamos a tinta acrílica, porque é mais resistente e também permite lavagens;

A tinta PVA também é indicada para interiores.

Ambientes de madeira utiliza-se esmaltes e tintas óleo;

Materiais feitos a partir do ferro, alumínio e madeira, como portas, grades e janelas, são indicados os esmaltes sintéticos.